terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Retrospectiva 2010 - O Tempo.




















"Esse ano passou voando." Ouço todo mundo fazendo este mesmo comentário.

Continuo achando que as pessoas tem feito o tempo passar mais depressa, e não o contrário como muitos acham. Afinal, o tempo, as horas são coisas criadas por nós bichos-homem, nós que começamos com essa mania estúpida de contar o tempo.
A partir desse momento o tempo começou a não passar, a passar rápido demais, a ir muito devagar.

Percebe?

Esse conceito de "tempo" não existia.Portanto, se ele desandou a passar rápido demais é porque alguem apertou o FF> do controle poxa! E quem esta com o controle? Pois é. Hoje em dia em outubro já é natal e no natal já é carnaval.Assim o tempo voa mesmo.

Toda esta introdução foi para eu começar minha retrospectiva de 2010.
2010 foi um ano que, para mim, não passou rápido coisa alguma, foram meses e meses, dias e dias, estações inteiras, mudanças de planos, emoções, sustos, alegrias.

2010 foi um ano de recompensa, um ano de trabalho e auto-sacrifío.Descobertas, evoluções, grandes sacadas, aprendizado.
E ainda não acabou totalmente, ainda tem 2010 ai para passar..=)

Selecionei algumas fotos que fizeram parte do meu ano, bons momentos que ficam colados na memória, pessoas que estão pra sempre no coração.

E antes de desejar um feliz natal para todos e uma super festa de entrada de 2011 eu quero dar graças, ah sim, porque eu tenho muito mesmo a agradecer por tudo que
passou este ano, as alegrias e principalmennte as tristezas e dificuldades que me fazem a cada dia mais forte e mais persistente.

Teria muitos nomes também para postar aqui, vou colocar só alguns, mas agradeço de uma forma geral a todos que fazem parte da minha vida:

Muito obrigada;

minha toelha MMM e minha grila; compreensão, amor, carinho e correções de português para uma disléxica inveterada =p amo vcs sem fronteiras <3

Sol e Che; obrigada por tornar tudo isso possível, vou agradecer para sempre. amo muito <3

Shan, Di, Guto,Dudu, Benhur,Bibi, Gabi, Robson, Karol, Sílvio, Tatinha, Fabis, Soninha...Como é bom poder conviver com vcs todos! <3 amo cada dia mais..=)

Clau e Dessa, feliz de ter vocês pertinho, amo muiitoo <3

Mestre querido, Fla, Paty, Alan, lembro todos os dias de vocês, pra sempre no coração <3

São muitos nomes, muitas carinhas, muitas pessoas no meu coração que cresce sempre um pouquinho pra ter espaço pra todos..=) Um super 2011 gente e muito amor para a
vida de todos vocês! <3

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Um Meio ou uma Desculpa





Não conheço ninguém que conseguiu realizar seu sonho, sem sacrificar feriados e domingos pelo menos uma centena de vezes. Da mesma forma, se você quiser construir uma relação amiga com seus filhos, terá que se dedicar a isso, superar o cansaço, arrumar tempo para ficar com eles, deixar de lado o orgulho e o comodismo.

Se quiser um casamento gratificante, terá que investir tempo, energia e sentimentos nesse objetivo.

O sucesso é construído a noite! Durante o dia você faz o que todos fazem. Mas para obter um resultado diferente da maioria, você tem que ser especial. Se fizer igual a todo mundo obterá os mesmos resultados.

Não se compare á maioria, pois, infelizmente ela não é modelo de sucesso. Se você quiser atingir uma meta especial, terá que estudar no horário em que os outros estão tomando chope com batatas fritas. Terá de planejar, enquanto os outros permanecem à frente da televisão. Terá de trabalhar enquanto os outros tomam sol à beira da piscina.

A realização de um sonho depende da dedicação, há muita gente que espera que o sonho se realize por mágica, mas toda mágica é ilusão, e a ilusão é o combustível dos perdedores, pois...

Quem quer fazer alguma coisa, encontra um Meio.

Quem não quer fazer nada, encontra uma Desculpa.


(Roberto Shinyashiki)

sábado, 2 de outubro de 2010

Dando graças



Desculpem-me pela ausência. Muitas coisas aconteceram em pouco tempo e eu demorei este tempo para me reajustar.

Mudança é VIDA, e quando você movimenta algo em sua vida, movimenta o TODO.
Como contei nos primeiros post´s aqui blogados, eu estava morando em uma pequena cidade a oeste de SC chamada Treze Tílias. Durante o tempo que passei por lá continuei fazendo meus estudos e treinamentos mesmo a distância e este é um dos motivos de ter iniciado este blog.No entanto, depois de muitas mentalizações,
depois de muito pensar eu tinha decidido retornar a SP para dar continuidade aos meus estudos de formação profissional e no meio de todos os planejamentos, no meio de alguns possíveis adiamentos, surgiu a oportunidade de vir para Porto Alegre.

Mudança geral de planos, novas possibilidades, novas oportunidades, nova vida! =D
Muito bem vinda, muito em boa hora, tudo muito o que eu queria!

E assim, mala e cuia, estou em PoA, enamorada desta cidade fantástica, das pessoas amorosas, do céu de azul infinito, das ruas pulsando cultura.De volta ao seio de minha egrégora querida, dos meus companheiros nesta caminhada de fazer o mundo melhor.
Totalmente imersa em nossa cultura, e feliz, feliz como há muito tempo não me sentia.

Quero deixar meu obrigada a São Paulo, a Unidade Anália Franco, todos os dias me lembro das aulas, dos Instrutores, de tudo o que aprendi e valorizo isso demais.Não sei o que seria de mim sem vocês.

Quero agradecer ao Alan, sunshine; esta no meu coração por onde eu for, obrigada por tudo.
Quero agradecer a Marisol, por tudo!(e ao cão S2 =) )
Quero agradecer a Cherrine que me recebeu aqui, anjinho que caiu do céu e que amo mais a cada dia!
E ao meu Mestre, pois nada disso seria possível se ele não existisse, meu amor, minha dedicação, minha alegria sincera e lealdade inquebrantável.


Este era para ser um post de agradecimento e despedida, mas não podemos nos despedir de algo que não foi, tudo o que vivi faz parte do que sou hoje e estará em mim para sempre.

AMO DEMAIS VOCÊS!

=,) Juju.

domingo, 19 de setembro de 2010

Somos quem podemos ser..


”No plano físico e no plano mental temos dois veículos de manifestação com diferentes densidades.
No plano físico, um corpo denso e um energético. No plano mental, um corpo mental concreto e um mental abstrato.(…)

Segundo essa perspectiva, os corpos dividem-se em duas categorias:
os quatro primeiros são chamados quaternário inferior e constituem a
personalidade; os três últimos são chamados tríade superior e constituem a individualidade.

As escolas reencarnacionistas declaram que o que reencarna é a individualidade.
A personalidade é o que nasce, morre e se dissolve em cada vida. Por isso denomina-se personalidade, que se originou do latim personam, máscara.

Quem é você?

“Sou o Doutor Fulano de Tal.” Essa é a personam que você usa.

Você não é o seu nome, nem é o seu corpo. É algo que está muito além dos títulos e dos parâmentos.

Quando a Tríade Superior volta a encarnar, constrói um corpo mental concreto, um corpo emocional, um corpo energético e um corpo denso. Quando essa construção fica minimamente completa para começar a se manifestar, a criança nasce. Ganha, então, um nome.
Esse nome designa a personalidade (corpo e psiquismo), mas não a individualidade.

Na morte, ocorre o procedimento oposto. Primeiro morre o corpo físico denso. Alguns dias depois o corpo físico energético se desfaz por não ser mais necessário às funções a que se destinava, a saber, permitir o funcionamento do corpo físico denso. A partir de então a pessoa passa a viver no plano emocional, também denominado astral.

Não estamos falando de religião, nem interpretando questões teológicas.
Você pode não concordar com esta teoria, e nem precisa. Como acabo de dizer, é uma teoria. Cada um aceita para sí aquilo que
considera o mais acertado.
Eu não peço que concorde comigo e não te imponho minha forma de pensar e você retribui não me impondo a sua.

Combinados dessa forma vamos voltar ao texto.

Limitamo-nos a utilizar o termo inferno para designar os planos inferiores de consciência.

O que faria uma pessoa ir para o inferno?

Nem sempre são as coisas que se supõem.
Basicamente, o que baixa a sua vibração são dois fatores, um que vem de fora para dentro e outro que vem de dentro para fora:

1. De fora para dentro – Alimentação baseada em medo, dor e morte (as carnes de todos os tipos); fumo, álcool e drogas;

2. De dentro para fora – Os sentimentos pesados que aquela pessoa tenha gerado durante a vida e mesmo depois dela.

O dormir é uma espécie de morte temporária, um estado em que o corpo astral sai de dentro do corpo físico e experimenta
o que chamamos de projeção. Todas as noites, todo o mundo deixa na cama o corpo físico denso juntamente com o energético,
e sai no corpo emocional para incursionar na quarta dimensão.

Agora, pergunte-se:
para que subplano do astral será catapultada uma pessoa que se alimente de cadáveres de animais que sofreram dor atroz e
medo terrificante perante a própria morte?

O superior ou o inferior?

E as pessoas que alimentam sentimentos pesados e viscosos, tais como ódio, medo, inveja, ciúme, com que subplano do astral
têm afinidade?

Parece que você começa a compreender a natureza dos pesadelos!

Quando assistimos um filme de terror antes de dormir,ou mesmo um programa que tenha uma vibração baixa,ou que nos leve a tê-la, ou, todo mundo já ouviu a mãe ou a avó dizer que não é bom comer carne antes de dormir que dá pesadelo…alguns atribuem isso a má digestão…será só isso?

Como o conceito de tempo pode ser distorcido e as coisas que causam sofrimento parecem demorar muito mais para passar,
descreve-se o inferno como um estado de sofrimento “eterno”.
De fato, se vai para o astral superior, o tempo corre mais rápido e você passará ao plano mental logo que consumir o material do qual o corpo astral é formado, ou seja, os desejos. Consumindo-os como que digerindo-os, desde que não alimente mais desejos, passará ao plano seguinte.

Nesse ponto podemos nos lembrar de quando nos falam sobre a impotância do desapego.No caso de entes próximos e queridos sabemos o quanto isso é complicado e o processo doloroso,creio se tratar de um problema de ordem cultural mesmo.De qualquer forma, se mudarmos nossa perspectiva para este outro aspecto da ”pós-vida”chorar e nos lembrar em demasiado por alguém que se foi pode prejudicar o seu desenvolvimento nas outras esferas.Por isso,se amamos devemos deixar ir.

Chegamos a reencarnação…..ou não!

No plano mental, nossa permanência é pequena, até porque nossa espécie não está plenamente desenvolvida mentalmente. Além do mais, a personalidade só dispõe de quatro subplanos no plano mental.
Os três subplanos seguintes pertencem à individualidade. Consumindo toda a matéria mental concreta de que é formado, esse veículo se dissolve. Com isso, acabou o quaternário inferior, acabou a personalidade. Restou a Tríade Superior, a individualidade. Essa, então, se ainda não evoluiu o suficiente para libertar-se da roda do samsára (as reencarnações), precisará construir outra personalidade para prosseguir no seu processo de evolução.

Cumpre recordar que nossa linhagem sámkhya (Nìríshwrasámkhya) não é reencarnacionista. Esta teoria está sendo exposta aqui unicamente porque, para o público leigo, o estudo dos corpos do homem e planos do universo é mais fácil de ser compreendido por este prisma.

(Juliana Toro – Método DeRose Mont´Serrat – RS -Baseado em: Corpos do Homem e Planos do Universo -Mestre DeRose.)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Vamos falar sobre azeitonas..


Já pensei em não mais escrever em blog´s. Por não ter tempo de postar, por não ter tempo de ler, e, às vezes, por ver pessoas se degladiando em comentários, ou por postarem algo como sendo “verdade absoluta”.

Algumas fazendo brincadeiras, por vezes maldosas umas com as outras, mas com elas não se pode brincar que lá vem uma reposta para lá de ofensiva… como no jardim da infância lembra? Tem sempre aquele que gosta de atacar os demais mas não admite ser atacado. Normalmente é um mecanismo de desefa de pessoas inseguras, mas deixemos esse assunto para outro dia. Hoje eu vim falar sobre as azeitonas.

Como todo mundo sabe temos azeitonas verdes e azeitonas pretas. Eu mesma soube, não faz muito tempo, de que as duas espécies são na realidade uma só.
Sim, para você que nunca sequer pensou ou pesquisou sobre isso, não existem dois tipos de azeitonas, uma verde e uma preta.
As azeitonas pretas são as verdes quando estão maduras!
Incrível não é mesmo? Eu achei.

Eu prefiro as verdes, se possível chilenas ou argentinas, grandes, suculentas e sem caroço. Gosto com a salada, com macarrão, no lanche com pão e requeijão, simplesmente adoro azeitonas!

Azeitonas verdes!

Eu não gosto das azeitonas pretas. Acho o sabor muito forte, não gosto da consistência, do fato de desmancharem na boca.
A minha mãe prefere as pretas pelo mesmo motivo de eu não gostar.

Quando escrevemos sobre alguma coisa, naturalmente vamos escrever segundo o nosso “paladar”.
Assim como uma pessoa pode ter amado um livro ou filme, outra pode tê-lo odiado pelos mesmos motivos.

Tem uma frase que diz assim: “Só se pode discutir com alguém que tenha a mesma opinião que a sua.”

Duas pessoas podem gostar do mesmo filme, uma mais de determinada passagem,outra de outra. E podem tranquilamente conversar a respeito. Agora, se as opiniões são absolutamente opostas, não vale a pena.

Opiniões completamente divergentes levam a discussões que normalmente terminam em brigas, que não levará a lugar algum, pois nenhuma das pessoas envolvidas sequer ouviu as colocações do outro, sequer prestou atenção ou pensou a respeito. Não a aceitam e pronto!
Acredite, é um desperdício de tempo e energia que não vale a pena.

Todos têm o direito de escrever e expressar suas opiniões sobre o que bem entenderem, assim como de concordar ou discordar do assunto.Inclusive esse!
Tem o direito de ler ou não, de comentar ou não, mas de “impor” sua opinião..ah, isso não!

Temos variedades de azeitonas de marcas e tamanhos diferentes além das verdes e das pretas, deixemos portanto, cada um com a sua azeitona.

(Juliana Toro – Método DeRose Mont´Serrat - RS)

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Entrevista do escritor DeRose a Tv Estadão

Uma das entrevistas mais fantásticas que eu já pude assistir, realmente vale a pena.

video

domingo, 22 de agosto de 2010

Como o Yôga atua nos chakras e por quê os vegetais não sofrem.


“A resposta está no quadro acima, no qual demonstramos, pela primeira vez na literatura mundial especializada, que a cada veículo do ser humano corresponde a uma técnica do Yôga. Também, pela primeira vez em livro, ensinamos que a cada técnica do Yôga corresponde reflexivamente a um chakra. Isso significa que ao executar tal técnica, o chakra respectivo é estimulado e, em contrapartida, ao trabalhar um chakra obtemos uma resposta de interação no veículo correlativo e no nível de consciência que lhe corresponde, segundo o quadro comparativo do Yôga de Pátañjali com os veículos de manifestação do ser-humano, seus chakras e estágios evolutivos, que expomos a seguir.

Assim, podemos perceber que praticando dháraná e utilizando o bíjá HAM, estimulamos o vishuddha chakra, o qual contribui para o desenvolvimento do corpo mental (concreto e abstrato) o que, por sua vez, nos aprimora no nível de lucidez que convencionou-se denominar consciente. A consciência mental é característica de uma espécie chamada homo sapiens.

Esses bíjá mantras são fortíssimos,por isso não é recomendado que se pratique sem a supervisão de um Instrutor formado,pronunciado de forma errada tem seu resultado de forma inesperada trazendo riscos para a saúde.Pratique sempre com a supervisão do seu Instrutor.

Abaixo do consciente está o subconsciente que, conforme vemos no gráfico, corresponde ao emocional e é característica dos animais chamados irracionais.
Ao contrário do que algumas pessoas imaginam,os ‘animais’ são capazes muito mais capazes de responder a estados emocionais do que a comandos racionais.Por exemplo,se o seu “dono”corre qualquer tipo de perigo o cachorro o sente e pode atacar mesmo sem ter recebido o comando para isso.Ele sente as intensões das pessoas ao redor e sabe quando você esta triste sem precisar entender o que você diz.Da mesma forma,qualquer outro animal também é capaz de sentir,desde um cangurú,até uma vaca ou um porco.Eles vão lhe responder se você os tratar com carinho,como também podem sentir se a sua intenção é de lhes causar mal.”

Vou contar um episódio que aconteceu comigo; um amigo ia adotar um filhote no Centro de Zoonoses de São Paulo,também conhecido como “carrocinha”.Chegando lá dentro nos perdemos pelos labirintos e chegamos a uma fileira de gaiolas aonde os cãezinhos nos olhavam aterrorizados, ganiam e se jogavam de encontro as grades, como a nos implorar socorro.Ficamos ambos chocados com a reação dos cachorros quando uma funcionária apareceu nos dizendo que estávamos no lugar errado.Aquele era o corredor dos animais que não conseguiram ser adotados e seriam sacrificados.

Cachorros e gatos estão mais próximos a nós, é mais fácil de imaginar não é mesmo?
A vaca sente igual, o porco sente igual e eles tem a mesma reação.Os mesmos olhares suplicantes, o mesmo desespero.
Se não temos o poder de dar a vida, porque nos achamos no direito de decretar a morte a outro ser?

“Num plano ainda inferior ao sub está o inconsciente, isto é, aquele que não tem consciência alguma, nem mesmo emocional, pois só possui o corpo físico. Embora tenha ocorrido uma coincidência de vocabulário, este inconsciente – a princípio – não tem nada a ver com o mesmo termo utilizado na psicologia.
Aqui é aplicado para indicar que não tem consciência alguma. No entanto, é no mínimo curioso considerar que em algum momento os dois conceitos se aproximam.

O inconsciente a que nos referimos, nos animais expressa o instinto, ou seja, o conhecimento-sem-conhecimento que jaz no ADN e é transmitido de um animal para o outro por via hereditária. O bicho não tem consciência discriminatória do que faz, mas faz.
Por exemplo,quando os filhotes sabem que devem mamar, sabem como fazê-lo e sabem onde está a teta da mãe. Sabem que devem esconder-se dos predadores enquanto são indefesos, sem que ninguém lhes tenha ensinado isso. Talvez por esse motivo a maioria dos filhotes de homo sapiens tenha “acanhamento” com estranhos e, quando pequenos, escondam-se na presença de pessoas que não conheçam. Mas… quem os ensinou a fazer isso? ”

Como podemos ver no quadro, os vegetais estão abaixo desta linha, portanto eles, ao contrário dos animais, não possuem corpo emocional e sim fisíco energético.Por isso respondem a estímulos energéticos, por isso é possível passar Reiki a uma plantinha doente, ou interagir com seu nivel energético vibratório, porém ela não ficará deprimida se você passar um mês fora de casa ou por dá-la de presente para alguém, do mesmo jeito que uma maça não irá gritar ao ver sua imã sendo devorada por um passarinho.A plantação de milho não descarregada adrenalina em suas espigas enquanto essas estão sendo colhidas.

Como já vimos no subtítulo Níveis de consciência, acima do consciente está o superconsciente, um nível de lucidez que não utiliza mais o aparato mental, portanto, não aplica a lógica, o intelecto, as vias comuns de comunicação do conhecimento.Esse canal é conhecido como intuição.

Quem galga tal patamar de consciência tem acesso a um manancial de “conhecimento direto” que transcende qualquer vã filosofia.
Esse nível é alcançado com a técnica denominada meditação e pela ativação do ájña chakra.

Finalmente, ultrapassando o nível intuicional, ou superconsciente, eclodimos a hiperconsciência mediante a técnica denominada samádhi, desencadeada pelo sahásrara chakra.
Essa é a meta do Yôga Antigo e de qualquer Yôga legítimo: ampliar a consciência até a dimensão de uma megalucidez, a qual conduza ao autoconhecimento.

(Juliana Toro -baseado no livro "Corpos do Homem e planos do universo -Mestre DeRose)

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Festivais - Festa da egrégora


Para quem já é da Rede Agosto temos o DeRose Festival São Paulo!

Para quem não conhece vou explicar, quando você torna-se aluno de uma de nossas Unidades você esta participando então de nossa grande família sendo incorporado a Rede.Sendo aluno praticante do Método, ou seja, estando no grau de Sádhaka(se você ainda não passou para o grau de sádhaka, aqui ao lado do site disponibilizei o questionário que deve ser respondido, depois você entrega para um Instrutor da sua Unidade.) você pode participar de nossos incríveis festivais. =D Temos vários durante o ano e agora em Agosto será o de São Paulo.

Nestes festivais, que duram 3 dias, temos cursos, oficinas, workshop´s, música, apresentação de coreografia, apresentação de bandas, festas e muito muito mais..
Fiquei por dentro do calendário e increva-se sempre em sua própria Unidade.

Como é bom participar de tudo isso!

Saiba mais sobre o DeRose Festival de São Paulo.

sábado, 14 de agosto de 2010

A importância da pronúncia correta do sañscrito.



É importante pronunciar corretamente os termos em sãnscrito dentro e fora das aulas também!

A pronúncia correta é mandala, a sílaba tônica é a que esta em negrito, apesar de não ser acentuada.

Compre o CD – Sânscrito – Treinamento e Pronúncia e treine em casa, ou baixe aqui.

domingo, 8 de agosto de 2010

Dia dos pais, churrasco e receitas.



Ah, as datas festivas!Comerciais ou não, não se pode deixar de comparecer a esses eventos.O grande problema das grandes famílias é resolver tudo com CHURRASCO!
Para quem é vegetariano sabe do que estou falando...o que comer?!

Trouxe algumas receitas que podem resolver seus problemas, mas já vou avisar que é melhor fazer em dobro, porque todo mundo vai querer experimentar!;)

ABOBRINHA
Corte fatias de abobrinha em comprimento ou em rodelas. Passe um pouco de sal, azeite e algumas ervas aromáticas a sua escolha e grelhe por alguns minutos.

Uma outra opção para a abobrinha, é fazer uma salada um dia antes do churrasco: corte-a em rodelas, cozinhe no vapor, tempere com sal, azeite e pimenta do reino e deixe marinar de um dia para o outro.


Berinjela

Corte fatias de berinjela em comprimento ou em rodelas. Passe um pouco de sal, azeite e algumas ervas aromáticas a sua escolha e grelhe por alguns minutos.


Cebola

Corte a cebola ao meio, tempere com azeite, sal e pimenta do reino. Embrulhe em papel alumínio e deixe sob que a grelha até estar macia.


Batata

Ingredientes:
* Batatas novas (de casca fina e bem limpinha)
* Azeite
* Orégãos
* Sal

Modo de Preparo:
Cozinha as batatas em água e sal com casca "al dente"; nada de batatas cozidas demais, como para puré.
Depois de cozidas e ainda quentes, corta as batatas ao meio, no sentido do comprimento, e rega com bastante azeite. Polvilha com orégãos a gosto, cobre e deixa as batatas descansarem para absorverem o azeite e o gosto do orégão.
Coloca as batatas para assar numa grelha, na churrasqueira, até que fiquem bem douradas, dos dois lados. (Não é para retirar a casca da batata, pois depois de assada, ficam crocantes).

Espeto de Cogumelos

Ingredientes:
* 400g de cogumelos frescos
* 2 limões
* 1dl de azeite
* 1 ramo de salsa
* 1 ramo de cebolinho fresco
* Sal
* Pimenta preta moída

Modo de Preparo:
Tempera os cogumelos lavados e sem pé com o sumo dos limões, o azeite, o sal e a pimenta e deixa marinar durante 15 minutos. Pica a salsa juntamente com o cebolinho, escorre os cogumelos e coloca cinco em cada espeto. Grelha-os, virando-os de vez em quando. Passa-os pela mistura de salsa e cebolinho e serve de seguida.
Acompanha com arroz ou batata assada e uma colorida salada.


ABACAXI
Corte-o em rodelas, salpique canela e coloque na grelha para assar.


Não se esqueça de uma boa maionese, pão de alho e espetinho de queijo coalho. =)

Agora, se aquele seu tio metido a comediante vier pegar no seu pé e tentar te fazer comer uma picanha você pode rebater com:


as brincadeirinhas que a boa educação não me deixam fazer:

-então, como será que esse boizinho morreu?Será que marretaram a cabeça dele até que o cérebro virasse uma pasta?ou cortaram a garganta dele até q ele morresse sem
sangue?
Vc sabia que eles penduram aqueles animais enormes,de não sei quantas toneladas pelos tornozelos? é sim,todos os músculos dele se arrebentam e as pernas se quebram...heim? ah,não,não,ele ainda esta vivo durante esse processo.As vezes eles arrancam o couro com ele vivo,resistentes os bichinhos né? Bom apetite! =)

No mais seja educado, cada um tem o direito de levar a vida que acha melhor para sí.Sorria e não responda as provocações.

E um bom churrasco! =D

sábado, 7 de agosto de 2010

Para o final de semana Pancakes do Chilly Willie! =D

video

Ficou com vontade de comer as panquecas tanto quanto o pequeno Chilly Willie?

Vá para a cozinha! =D

Pancakes -

Ingredientes:

* 2 ovos levemente batidos
* 2 colheres de sopa de manteiga derretida
* 1 xícara de chá de leite
* 1 xícara e 1/4 de chá de farinha de trigo
* 1 colher de sopa de açúcar
* 3 colheres de chá de fermento em pó
* pitada de sal
* óleo para untar


Parte 01
Junte todos os ingredientes secos.

Parte 02
Em outro recipiente, junte os ingredientes restantes. (lembrando que o ovo deve ser previamente levemente batido e a manteiga deve estar derretida).

Acrescente a parte 01 à parte 02. Misture manualmente, não bata demais. A massa precisa ficar macia, e não líquida em demasia.

Em uma frigideira untada de óleo e quente, coloque um pouco de massa. (untada e não com óleo. se possível, unte com pincel culinário)

Deve ficar meio grossa, e não como nas panquecas salgadas. Lembre-se que é para ficar como fosse um pãozinho.

Frite em fogo baixo, para que os dois lados fiquem dourados. Vire apenas quando o lado de baixo começar a perder a característica de massa crua. A primeira virada, use espátula, pois em cima a panqueca ainda estará crua. Depois, pode virar a panqueca como o habitual. (a coisa mais legal em fazer panqueca, é virar panqueca!)

A panqueca está pronta quando bem frita dos dois lados, para não ficar crua no centro.

Sugestões para cobertura:

Nos Estados Unidos, as panquecas são servidas em geral com uma cobertura chamada 'Maple Suryp' que seria, nada mais nada menos que 'Xarope de Bordo' (aquela árvore bonita que a folha está na bandeira do Canadá). Essa cobertura não existe no mercado nacional, podendo encontrar em algumas importadoras, mas com preços abusivos. (de R$25 à R$50 reais)
Uma boa alternativa está em coberturas de sorvete, de caramelo. Ou mesmo o mel. Que têm uma aparência bem similar ao xarope de Bordo (mas o gosto já não é tão parecido assim).
Outras alternativas são brigadeiro mole, creme de amendoim, geléias (de morango, por exemplo) ou até mesmo manteiga.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Dicas para estudar as questões do Curso Básico - Prova da Federação



Olá queridos! Hoje vamos falar sobre as questões do Curso Básico, que estudamos para a prova da Federação.

Lembrando que eu estou sozinha aqui no Oeste Catarinense, estudo seguindo o seguinte esquema:

a)ler

b)ouvir

c)simulado

d)corrigir

Bom, a primeira coisa é ter o livro Curso Básico de Yôga, você pode encomendá-lo na sua Unidade ou aqui.
Se você esta próximo a uma Unidade procure não faltar nas aulas do Curso Básico, muito menos as aulas de Complementação Pedagógica.Quanto mais você entender sobre as questão melhor e mais fácil será para memorizá-las.

Não deixe de participar dos testes mensais!
Eles são de extrema importância porque vão funcionar para você como um simulado.Você terá tempo estipulado e aquela mesma pequena tensão que temos ao realizar um teste.È uma excelente forma de treinar.Você pode também sugerir para seus amigos de Complementação que você se juntem para realizarem os simulados.Quanto mais melhor.

Lembre-se que é importante que você saiba a respeito do que esta falando caso um leigo lhe faça alguma pergunta, ninguem aqui é papagaio para repetir sem entender certo?

Com o livro em mãos, leia as questões, perguntas e respostas.Procure entendê-las, se não entender do que se trata, estude, pesquise, pergunte ao seu Instrutor.

Se você esta longe de uma Unidade, vá até a sua Unidade o maior número de vezes que puder, lembre-se de que o convivío com a egrégora é de suma importância! Tenha o seu Instrutor no msn, mande e-mails, telefone, converse.Procure ler os livros listados como recomendados e outros de professores de nossa rede.Assista as webclass com o Mestre DeRose!Temos várias disponíveis para download aqui no site da Uni-Yôga e as terças-feiras temos aulas ao vivo! Valorize isso, para quem esta distante é um grande privilégio poder ter esse contato com a egrégora, e de graça! Prestigie, assista. Eu costumo assistir as webclass, todos os dias, são tantos assuntos, mesmo assistindo uma aula repetida acabo vendo um assunto que não tinha visto da outra vez..fora que como me faz bem ver o Mestre, mesmo que seja pela gravação, reconhecer os rostinhos dos Instrutores na aula, cada vez que assisto tenho a sensação de chegar mais pertinho e me sinto menos sozinha.

As aulas vão ajudar a entender as questões do Curso Básico, os livros também são imprescindíveis.

Depois de lidas, eu as ouço.Gravei todas as questões e estou disponibilizando AQUI para quem quiser baixar e ouvir também.Você pode ouvir no carro, no seu i-pod, enfim é mais uma forma de memorizar e me ajuda muito.

Agora é hora de escrever.Lembre-se, na prova o teste é feito a mão e com letra de forma, com o advento dos computadores perdemos um pouco a prática de escrever a mão, então é ótimo que você treine!Estipule o tempo, responda as questões que souber, depois corrija. Corrigir é importante para você saber o quanto sabe e poder reforçar o estudo naquelas questões.

Aqui no blog já estão disponíveis as questões do Curso Básico e em separado só as RP, lembre-se que estas tem que estar exatamente como estão escritas no livro para valerem pontos.

Por enquanto as questões estão disponíveis na mesma ordem que no livro, posteriormente irei postar alguns simulados, com as perguntas embaralhadas, e com o mesmo número de questões que caem na prova da Federação, mais os quadros sinóticos.

IMPORTANTE - Na prova sempre haverá uma pergunta que é chamada de eliminatória, esta pergunta não tem uma resposta padrão, ela deve ser respondida com as suas próprias palavras e deixá-la em branco lhe custa a prova.Ou seja, se não responder a esta questão a sua prova será anulada.

Espero ajudar em alguma coisa.
Boa prova pessoal!
=D

domingo, 1 de agosto de 2010

Para estudar o sorteio de ásanas - dicas de estudo.


Valter executando janurshírshásana

Ásanas, são técnicas corporais belissímas que fazem parte do ashtánga sádhana.Sim, são as posições, chamadas de técnicas bioenergéticas. Ao executar um ásana você esta trabalhando ao mesmo tempo músculos, articulações, glândulas e determinados orgãos internos, dependendo do ásana que estiver executando.Muito ao contrário da ginástica não há repetições nos ásanas, o trabalho é o da permanência.Enquanto você fica no ásana aumenta sua capacidade de localização da consciência, sua mentalização, sua respiração, enfim, é um trabalho muito mais complexo do que simplesmente montar uma posição.Mas, claro, não basta você montar a posição, você tem que fazer isso com intenção, com vontade,em sãnscrito, com bháva.Aí sim, podemos chamar de ásana.

Se ainda não ficou muito claro, um resuminho:

Características do Ásana:

1. Posição corporal
1. Estável
2. Confortável
3. Estética

2. Respiração coordenada
1. Consciente
2. Profunda
3. Ritmada

3. Atitude Interior
1. Localização da consciência
2. Mentalização
3. Bháva

O Marco Carvalho escreveu de forma muito clara sobre ásanas para quem quiser ler mais e tem até uma prática gravada para você fazer em casa.No site tem o contato dele também e você pode marcar uma aula online.Clique aqui.

Para a prova da Federação de Yôga do seu estado, pré-requisito para formar-se Instrutor do Método DeRose serão sorteados 5 ásanas, você devera escrever o nome do primeiro no quadro e executar perfeitamente os 5 para conseguir pontuação.

Você já esta treinando os ásanas em suas aulas diárias e práticas em casa, precisa agora estudá-los. Adquira o livro Técnicas Corporais do Yôga Antigo - Melina Flores.Você pode encomendar em sua Unidade, ou comprar pela internet, aqui e aqui também.

Você pode deixar o livro sempre a mão e ir decorando as posições e seus nomes, para que isso fique mais fácil você pode utilizar o seguinte:

Escreva todos os nomes dos ásanas em papeizinhos, coloque dentro de um recipiente e faça um sorteio, como se fosse de amigo secreto, tirando 5 ásanas.
Sem olhar livro, execute-os.
Depois procure-os no livro para ver se acertou e se tiver que corrigir, corrija executando novamente.

Eu inclu-o meu estudo dos ásanas diariamente fazendo da seguinte forma:

a)Sorteio de 5 ásanas: este sorteio pode ser feito através dos papeizinhos que mencionei ou clicando aqui, e fazendo o sorteio online! Assim, você que ainda tem um trabalho que não seja dentro de uma Unidade, pode treinar seu sorteio de ásanas a qualquer momento, mesmo que não possa executá-los na hora, para não parecer esquisito.Feito o sorteio passemos para a fase dois.

b)escrever: escreva os nomes dos ásanas e pronuncie, é a forma mais fácil de você memorizar e entender a pronúncia.Claro que você esta também utilizando o CD de pronúncia de Sãnscrito né? Ainda não? Você pode adquiri-lo aqui, compra-lo na sua Unidade, ou baixa-lo aqui, você ainda pode ouvir a pronúncia aqui, graças ao Marco novamente.Sem desculpas para não treinar, é importante para que você não pronuncie errado.

c)traduzir: não precisamos traduzir os ásanas em uma aula, mas é interessante que você que será Instrutor conheça os termos sãnscritos.Adquira o livro, Léxico de Yôga Antigo de Lucila Silva, e o carregue sempre com você, se tiver alguma dúvida consulte-o sempre.

d)desenhar: Em várias ocasiões será necessário que você desenhe andromorfos(aqueles bonequinhos que são feitos de risquinhos), por exemplo para quando estiver montando a sua coreografia.Então, que tal treinar agora?
Escreva o nome do ásana e ao lado desenhe o andromorfo.

Andromorfos

e)gravar: Eu tenho maior facilidade para decorar quando escuto.Portanto realizo um trabalho de gravar os nomes das famílias de ásanas e assim poder ouvir a qualquer momento.Você pode fazer o mesmo e gravar com sua voz, eu vou disponibilizar para vocês a minha gravação logo mais.

f)executar: Mãos a obra agora? Observe o ásana no livro e depois o execute da forma mais perfeita que lhe for possivel, se acha que ainda não esta bom, treine mais.Se acha que já esta bom, treine mais.Se você realmente acha que esta perfeito treine mais ainda.É sempre possível melhorar.

Espero que aproveitem as dicas!
Boa prática a todos! =)
beijokas

sábado, 31 de julho de 2010

Organizando seu tempo de estudo - e dicas de sites.




Final de julho, fim das férias, para quem tira férias.Hora de deixar de adiar as coisas que se programou para fazer.
Alguns estão iniciando novos grupos de formação profissional em muitas de nossas Unidades espalhadas pelo mundo, outros estão se preparando para as provas.

Eu vim para passar algumas dicas de estudos válidas para todos vocês, os que tem o privilégio de estarem pertinho de uma Unidade, participando todos os dias das aulas e da companhia maravilhosa da egrégora, ótimo! Os que, como eu estão distantes, precisam exercer ao máximo sua disciplina e auto-suficiência.

Então vamos lá.

Faça uma lista de todas as coias que você tem para estudar e treinar.

(As coisas podem mudar um pouco de uma Unidade para outra, eu vou passar a que eu uso como exemplo);

1-Questões do Curso Básico

a)ler

b)ouvir

c)simulado

d)corrigir


2-Quadros Sinóticos

a)copiar

b)simulado

c)corrigir


3-Sorteio de ásanas

a)Sorteio de 5 ásanas

b)escrever

c)traduzir

d)desenhar

e)gravar

f)executar


4-Treino de ásanas de 1 min.


5-Coreografia

a)uma vez para cada lado


6-Ashtánga sádhana diário


7-Meditação 5 min. diária


8-Web class do Mestre DeRose e leitura de livros


Feita a lista de tudo o que você precisa você irá agora estabelecer horários para estudar e treinar e então você pode utilizar para isso uma técnica conhecida como Pomodoro.

Esta técnica é utilizada para trabalho mas serve perfeitamente aqui e ainda ajuda a que você treine o seu foco.Portanto, durante os 25 min. em que estiver executando o que você determinou não deve fazer absolutamente mais nada, além daquilo a que se determinou a fazer.

Outra boa dica é você utilizar o site Remember the milk para lembrar o que tem que fazer e o Evernot para guardar sua lista online.

Isto tudo é para que você possa aproveitar o máximo do seu dia estudando e realizando seus outros afazeres sem que isso fique cansativo.

Organização conta muito para um melhor aproveitamento das horas do seu dia e melhor rendimento nos estudos.

Agora, mãos a obra!

Logo volto com mais dicas.

SwáSthya!

sábado, 17 de julho de 2010

Peixes não nascem em árvores (1)




-Vegetariana é?
-é sim.
-não come carne nenhuma?
-não.
-e peixe?peixe vc come né?
-não.
-mas peixe não é carne!
-...

resposta que eu gostaria de dar:
a)-não?! eles nascem aonde?em árvores??!!...Uau..nunca ví uma árvore de peixes..
b)-não como nada morto.Se esta morto eu não como.
c)-Eu não como defunto.

Lista de filmes para o final de semana!


Andei assistindo muita coisa boa ultimamente e vou partilhar com vocês!
Prepare a pipoca e o guaraná.=)

1- Como treinar seu dragão. - Animação show de bola!Para quem não viu no cinema em 3D, poxa vida! Em 3D deve ser fantástico, mas não tem nada não, a história é apaixonante, os desenhos de primeirissíma e prepare-se para chorar rios.(eu chorei ao menos..rs)



2-Besouro - Eu gosto muito sim de cinema nacional.Faz algum tempo que não pode-se mais sair por ai dizendo que nosso cinema é uma mistura de pornografia com palavrões, faz tempo que isso mudou, então não tenha pré-conceito.Aliás, este filme nos leva para um Brasil de 1930, aonde uma lei foi assinada para acabar com uma escravidão que nunca chegou a acabar.Fala de força, de vitória, de guerra e de amor.Uma lenda brasileira que muitos não conhecem.Muita capoeira também para quem gosta de ver.=)



3-The Guitar - Enquanto eu assistia vinha a frase em minha cabeça:"...qualquer mudança de hábitos, de alimentação, de amizades, de profissão tem como consequência uma alteração enorme no karma alguém predisposto geneticamente, a morrer de úlcera daqui a cinco anos poderia alterar esse karma se simplesmente muda-se de profissão", nada pode expressar melhor o conteúdo deste filme do que esta frase, reposta da questão do Curso Básico do Método DeRose da segunda aula do mês de agosto.Que tem como tema Karma e Dharma.Imperdível!Assistam mesmo.

Minha pipoca já ficou pronta! Boa seção para vocês =)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Chai para espantar o frio!


Para espantar o frio!

=D

RECEITA DO CHAI

Ingredientes:

2 litros de água mineral
1/2 copo de açúcar refinado
2 paus de canela
1 copo de gengibre ralado
1/2 copo de leite em pó (Ninho)
2 colheres de chá preto inglês
5 sementes de cardamomo

Modo de preparo:

1. Medir 2 litros de água.
2. Separar 200ml de água para diluir o leite.
3. O restante, pôr para ferver.
4. pôr as sementes de cardamomo no pilão e triturar.
5. Lavar e ralar o gengibre.
6. Pôr o açúcar e a canela em uma panela e levar ao fogo. Utilizando uma colher de pau, mexer até ter uma calda.
7. Adicionar o gengibre e misturar bem.
8. Acrescentar a água pré-aquecida e o cardamomo.
9. Deixar ferver. Após a fervura, baixar o fogo e aguardar cinco minutos.
10. Diluir o leite e adicioná-lo, deixando aquecer por mais um minuto.
11. Desligar o fogo e adicionar as duas colheres de chá preto. Aguardar um minuto.
12. Verificar se a garrafa térmica está pronta para receber o chai.
13. Coar o chai na peneira, depois no filtro e experimentar.
14. Utilizando o funil, pôr o chái na garrafa térmica.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Tão longe, tão perto..- O poder gregário e sua suma importância



Como já falei em um post anterior, é totalmente possível você fazer sua complementação à distância. Escolha a cidade mais próxima da sua que possua uma Unidade Credenciada do Método DeRose, vá até lá, conheça as pessoas, informe-se sobre a Complementação pedagógica e veja a possibilidade de fazê-la a distância.
Alguns Instrutores tem a possibilidade de aula online também.

Mas agora vou falar muito sério, vou falar da maior dificuldade que você poderá encontrar indo para um local distante da sua Unidade, ou começando seu curso em algum lugar distante.Você pode achar que é a disciplina da prática diária.Vai rapidamente descobrir que não.Depois que seu corpo acostuma, é complicado ficar sem praticar e você irá fazê-lo invariavelmente.
Você pode achar então que é a parte teórica, ler os livros, estudar o Curso Básico, os quadros, os ásanas.Não, nada de muito difícil nisso tudo, e ainda trarei algumas dicas para tornar isto mais prazeroso.
Bom, se não é estudar a parte teórica, nem treinar a parte prática...então o que pode ser?

A distância da egrégora meus amigos.
A distância da egrégora pode colocar todo o seu treino, seu foco, seu disposição e dedicação a perder em um piscar de olhos.

Somos animais, e como tais vivemos em sociedade, em grupos com os quais nos idêntificamos e passamos a seguir.Quando você é colocado distante do seu grupo, você pode se adaptar a um grupo novo, buscar construir um grupo próprio ou permanecer sozinho.Sim, a maior dificuldade é que o homem é um ser social.Ele quer estar com o seu grupo, mas distanciando-se de uma Unidade, pode ser que você realmente não se adapte a outros grupos, que você se sinta sozinho, e com isso enfraqueça, perca a motivação e se perca.

Minhas dicas para que isso não aconteça são:

1-Procure uma Unidade que fique o mais perto possível, se puder vá visitá-la nos finais de semana.O quanto mais puder estar junto das atividades em conjunto, melhor será.

2-Se for possível, mude-se para a cidade da sua Unidade!Você notará inúmeras dificuldades por estar longe, e para tornar-se Instrutor quanto maior a convivência com seus Instrutores e Diretor(a), melhor será para você e seu aprendizado.

3- Se nenhum dessas opções for possivel, o jeito será o de utilizar as mídias da Internet: Orkut, Facebook, Twitter, Msn.
Utilize todas, interaja com as pessoas, faça novos amigos.Procure manter-se em contato sempre, todo o tempo que puder.
Viaje sempre que possivel para participar de cursos, festivais e workshop´s.
Entre no site da Uni-Yôga e assita as webclass do Mestre DeRose disponíveis para download, são mais de sessenta aulas, eu costumo assistir a mesma aula repetidas vezes e sempre acabo entendendo algo que não tinha entendido antes ou percebendo um fato que parecia antes não estar lá.Temos as aulas transmtidas ao vivo também, todas as terças-feira, aproveite esta incrível oportunidade!
Ouça os Cd´s do Mestre, faça a reprogramação emocional para dormir,faça a prática básica narrada pelo Mestre.È importante vê-lo e ouví-lo para criar uma identificação com sua pessoa.
Leia o Blog do Mestre todos os dias e participe, dando opiniões e fazendo perguntas, mas cuide para não ser mal educado ou impertinente.

O poder gregário vai auxiliá-lo a não esmoecer e caminhar firme até o final.

"Egrégora provém do grego egrégoroi e designa a força gerada pelo somatório de energias físicas, emocionais e mentais de duas ou mais pessoas, quando se reúnem com qualquer finalidade. (...)

O fator de proteção da egrégora ou o Anjo Gregário


A egrégora é também um ente que pode, sob certo aspecto, ser associado ao conceito de anjo protetor. É inegável que a consolidação de laços entre o indivíduo e o grupo, integra o primeiro com um registro do inconsciente coletivo. Se você estiver identificado com a nossa egrégora, onde quer que você esteja o Anjo Gregário o envolve com suas asas protetoras. Seja dia ou noite, Américas, Europa ou Ásia, nos altos ou nos baixos da vida, você estará sempre amparado e jamais estará só. Os reveses serão bastante amortecidos, pois seu impacto cru é absorvido pelo poder gregário de milhões de irmãos desta confraria mundial sem muros. Enquanto integrado, cada um de nós tem a força de milhões. É isso que nos faz vencedores onde os demais são perdedores.

Se você está identificado e bem integrado em nossa egrégora, nos momentos de necessidade poderá recorrer ao auxílio do Anjo Gregário, fazendo uma meditação ou mantra do Swásthya Yôga, ou mesmo lendo algum livro nosso para fortalecer os liames e, em seguida, mentalizando o que você deseja. Outra forma eficiente de se manter dentro do círculo de proteção da nossa egrégora é manter um contato constante com o maior número possível de companheiros da mesma sintonia."

Extraído do livro Tratado de Yôga, do Mestre DeRose

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Rocambole de Espinafre =D



Vai ficar em casa no feriado?
Aproveita e vá para a cozinha! =D
Eu fiz e ficou uma delícia! Você pode colocar o recheio que quiser.
Aproveite e leve a idéia para fazer na sua Unidade, vai fazer sucesso!


Ingredientes
3 molhos de espinafre
3 dentes de alho picados
1 colher de óleo
1 cebola ralada
4 ovos batidos
Sal á gosto

Sugestão de recheio
Queijos variados
2 dentes de alho picado
1 colher de azeite
1/2 cebola ralada
1 xícara de queijo minas ralado

Modo de preparo
Doure o alho em uma colher de óleo,adicione a cebola e deixe refogar até ficar trasparente. Coloque o espinafre já lavado e escorrido (somente as folhas) e o sal. Deixe cozinhar. Depois de cozido escorra a aguá que se formou e corte o espinafre bem miúdo. Fora do fogo, acrescente os 4 ovos batidos e misture no espinafre.
Unte e enfarinhe uma forma retangular e coloque o espinafre com os ovos batidos. Leve ao forno médio por mais ou menos 20 minutos ou até o ovo estar cozido.
Retire do forno e desenforme o rocambole em um pano úmido, recheio e enrole com a ajuda do pano.
Leve ao forno novamente para derreter o queijo.



Obs: Esse rocambole pode ser recheado com vários tipos de recheio e todos ficam muito bons.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Ajudem a Pitty a achar um lar!-Final Feliz! =D



Boníssíma notícia gente! A Pitty conseguiu um lar! =D

Obrigada pelas divulgações e pensamentos positivos empregados! =)

Gente, é urgente! Essa "pit buazinha" foi abandonada em Sorocaba. Ela é muito doce e carente.A moça que a encontrou vagando sozinha pelas ruas não teve coragem de deixar ela lá sozinha, ela chorava pedindo carinho.Mas não pode ficar com ela, pois mora em uma pensão. Se alguém tiver interesse entre em contato: 11 8055 4778

terça-feira, 6 de julho de 2010

Em se treinando, tudo dá!




Fotos desta época, já com alguma evolução.(Ekapôdásana e raja kakásana)

Olá praticantes e yôgins!

Vou continuar a contar minha história.

Comecei então a praticar na Unidade Broklin do querido André Mafra.Duas aulas por semana a príncipio.

Quantas vezes você deve praticar?
R:TODOS OS DIAS!

Claro!Quanto mais praticar mais vai se lapidar, mais vai evoluir!Pratique, mesmo que seja em casa, TODOS os dias!!

Vou falar mais uma vez, caso você que esta lendo, seja um aluno novo;

Vou resaltar aqui porque é importante, mesmo que você vá praticar a distância você precisa de um acompanhamento de um Instrutor formado.Se não puder fazer aulas regulares, programe-se para ir até a Unidade mais próxima quantas vezes puder por mês e faça quantas aulas puder.Alguns Instrutores oferecem aulas online, informe-se.

Você também pode adquirir o DVD da Prática Básica de Yôga, ministrado pelo Professor DeRose e baixar o CD diretamente da página da Uni-Yôga e gratuitamente.

Duas vezes por semana é o mínimo do mínimo, três vezes é um pouquinho mais aceitável..dependendo ai do seu empenho.

Eu comecei com duas, que passaram para três em pouco tempo.

Passados tres meses de práticas eu mudei de bairro e de Unidade,indo para a Unidade Anália Franco na zona leste.

Lá comecei práticas diárias com as queridas Instrutoras Fabiana e Emmanuela (que agora estão na Unidade Vila Mariana).E aquela "paixão"que começou logo em minhas primeiras aulas se transformou em algo maior.
Mais do que apaixonada,agora realmente amando eu comecei o meu "namoro",um comprometimento maior iniciando com a turma de Complementação Pedagógica,curso dado pelo docente Flávio Moreira.

Intensificando meus estudos,ampliando minhas leituras,treinando e participando das aulas de SwáSthya Yôga,escolhendo o Instrutor Alan Hecktor para me acompanhar.Ainda muito caminho pela frente,que bom!! =)

Método DeRose é uma uma cultura, da qual eu faço parte, uma proposta de estilo de vida com ênfase em boa qualidade de vida, boas maneiras, boas relações humanas, boa alimentação e boa forma.

Algumas das nossas ferramentas são a reeducação respiratória, a administração do stress, as técnicas orgânicas que melhoram o tônus muscular e a flexibilidade, procedimentos para o aprimoramento da descontração emocional e da concentração mental.

O nosso método ensina como respirar melhor, como relaxar, como concentrar-se e cultivar a qualidade de vida através de técnicas corporais belíssimas, fortes, porém que respeitam o ritmo biológico do praticante. A prática completa do Método compreende oito tipos de técnicas que, sem ser atividade física nem desportiva, promovem um aperfeiçoamento multilateral do praticante. Tudo isso, em última instância, visando à expansão da lucidez e ao autoconhecimento.

O Método DeRose está presente em mais de dez países e é reconhecido como uma Cultura que promove uma evolução constante em seus adeptos.


SwáSthya Yôga é o nome da sistematização do Yôga Antigo.
O SwáSthya alcançou grande notabilidade, pois representa o reconhecimento de uma estirpe muito mais ancestral do que o Yôga Clássico. O SwáSthya é a sistematização da linhagem Dakshinacharatántrika-Niríshwarasámkhya Yôga, pré-clássica, pré-ariana, pré-vêdica, proto-histórica: a mais antiga, portanto, extremamente autêntica.


O SwáSthya tem três características principais:

1. sua prática extremamente completa, em oito módulos;
2. a introdução do conceito das regras gerais de execução;
3. a execução das técnicas (ásanas, mudrás, bandhas etc.), formando seqüências encadeadas ou coreográficas.


Com a sistematização do SwáSthya, pela primeira vez na História aparece referência a regras gerais de execução em um livro de Yôga. São regras de respiração, de permanência, de repetição, de localização da consciência e mentalização. Consulte as regras no livro Tratado de Yôga.


Resgatando uma forma primitiva, perdida na noite dos tempos, é reintroduzida a execução sem repetição e com passagens que estabelecem encadeamentos, constituem movimentos de ligação entre as técnicas, permitindo melhor fluidez, numa seqüência que se convencionou chamar de coreografia.

Para compreender melhor, recomendamos que o leitor assista o DVD da Companhia SwáSthya de Artes Cênicas, disponível gratuitamente no nosso site www.Uni-Yoga.org. O que você vai ver é um espetáculo de arte e beleza que transcende sua mais fértil imaginação sobre a imagem das técnicas do Yôga.

sábado, 3 de julho de 2010

Elís discursando sobre o tantrismo (mesmo sem saber..)

Muito bom este vídeo, um discurso claramente matriarcal, sensorial e desrepressor!

Para ver é só clicar aqui.

Para quem já esta estudando nossa cultura, sabe que nosso Yôga tem raízes comportamentais no Trantra branco.O nome completo de nossas raízes é Dakshínacharatántrika Nirishwárasámkhya Yôga.

ok, uma coisa de cada vez.

Nosso tipo de Yôga é Tantra-Sámkhya.

E o que é o Tantra?

O Tantra é uma filosofia comportamental de características matriarcais, sensoriais e desrepressoras.
De onde surgiram essas características? A maior parte das sociedades primitivas não-guerreiras as tinham.

Toda sociedade na qual a cultura não era centrada na guerra, valorizava a mulher e até mesmo a divinizava, pois ela era capaz de um milagre que o homem não compreendia nem conseguia reproduzir: ela dava a vida a outros seres humanos. Gerava o próprio homem. Por isso era adorada como encarnação da divindade mesma. E mais: através das práticas tântricas, era a mulher que despertava o poder interno do homem por meio do sexo sacralizado. Ainda hoje ela é reverenciada como deusa no Tantra.

Daí, a qualidade matriarcal. Dela desdobram-se as outras duas características. A mãe dá à luz pelo seu ventre – isso é sensorial. Alimenta o filho com o seu seio – isso é sensorial também. Não poderia ser contra a valorização do corpo, não poderia ser anti-sensorial como os brahmácharyas. A mãe é sempre mais carinhosa e liberal do que o pai, até mesmo pelo fato de o filhote ter nascido do corpo dela e não do dele. E também porque é da natureza do macho ser mais agressivo e menos sensível. Pode ser que tal comportamento tenha muita influência cultural, mas é reforçado, sem dúvida, por componentes biológicos.

Por tudo isso e ainda como conseqüência da sensorialidade, desdobra-se a qualidade desrepressora do Tantra. O impulso pelo prazer não é obliterado ou reprimido como ocorre noutras linhas comportamentais. Pelo contrário, o Tantra considera o prazer como uma via bastante válida na conquista do desenvolvimento interior.

Assim era o povo drávida, que vivia antigamente no território hoje ocupado pela Índia. Assim era o Tantra que nasceu desse povo e assim era o Yôga que existia naquela época: um Yôga tântrico.

Mas um dia a Índia começou a ser invadida por hordas de sub-bárbaros guerreiros, os áryas ou arianos.

Ao guerreiro não podem importar o envolvimento mais profundo com a mulher nem a conseqüente família e o afeto. Seria até incoerente. Ele não pode ter laços que o amoleçam ou se sentirá acovardado diante da expectativa da luta e da morte sempre iminente. Então, ele torna-se contra a influência da mulher que frenaria sua liberdade e seu impulso belicoso. É contra os prazeres que o tornariam acomodado. É contra a sensorialidade, pois também não pode se permitir sensibilidade à dor durante o combate ou perante a tortura. Por isso tudo, ele é anti-sensorial, restritivo à mulher e contra o prazer. Por conseqüência, torna-se repressor, pois começa a proibir o sexo, a convivência com a mulher e os prazeres em geral. Depois expande essa restrição, tornando-a uma maneira de ser, uma filosofia comportamental.

Quando os arianos ocuparam a Índia há 3.500 anos, impuseram a cultura brahmácharya (patriarcal, anti-sensorial e repressora), proibindo, portanto, a cultura tântrica (matriarcal, sensorial e desrepressora) por ser oposta ao regime vigente. Quem praticasse o Tantra e reverenciasse a mulher, ou divindades femininas, seria acusado de subversão e traição. Como tal, seria perseguido, preso e torturado até a morte.

Dessa forma, com a sua proibição por razões culturais, raciais e políticas, o Tantra se tornou uma tradição secreta. Continua assim até hoje, pois continuamos vivendo num mundo marcantemente brahmácharya, não apenas na Índia, mas na maior parte das nações.

O Yôga primitivo, de raízes Tantra e Sámkhya, foi resgatado na atualidade e sistematizado com o nome de Swásthya Yôga.

Texto do livro Tantra a sexualidade sacralizada.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Diga - me com quem andas que te direi quem és..


Minha Unidade Jardim Anália Franco em São Paulo



Com certeza você já ouviu esta frase do seu avô, do seu pai, do seu tio..e com certeza você deu uma resposta do tipo: _ Ah, eu não sou "maria vai com as outras" não preciso fazer o que as pessoas fazem, eu tenho personalidade.
Tomara que seja assim mesmo.

Infelizmente o que acontece é bem o contrário, o que acontece é você acabar fazendo algo que não quer apenas para ser aceito ao grupo que resolver pertencer.As vezes sem nem pensar direito se o que esta fazendo é certo ou errado.

Quando eu cursava o segundo grau do ensino médio eu havia começado o meu primeiro emprego em uma Locadora de vídeos, por conta disso eu trabalhava até as 22h e fazia o colégio á partir das 7h da manhã do dia seguinte, consequentemente eu acabava cochilando nas duas primeiras aulas do dia, em um dos dias da semana essas duas aulas eram uma dobradinha de Química com um professor que tinha uma voz aveludada e que se parecia com o personagem do Harrison Ford em Indiana Jones.Não precisa resolver uma fórmula muito elaborada para perceber que minhas notas despencaram, eu não estava entendendo absolutamente NADA da matéria.

Acontece que boa parte da turma também não estava lá muito bem e estávamos no último bimestre daquele ano e todo mundo queria passar, lógico.Tiveram a grande idéia de roubar a prova do armário da diretoria.Entregaram para que os alunos mais "CDF", que hoje seriam classificados como "Nerd´s" da sala resolvessem as questões e depois tiraram xeroz da prova resolvida passando para toda a sala.

No dia da prova eu tinha em minhas mãos a cola, com todas as questões, alí, debaixo da minha carteira.Havia sido combinado entre os alunos que cada um tiraria a nota
que estava precisando, para não levantar suspeitas.A prova começou, eu peguei minha folha e lí cada uma das questões, lí também as repostas da cola.Realmente, eu não
fazia a mais vaga idéia do que se tratava aquela matéria, eu não havia entendido nada mesmo.Coloquei o meu nome na folha, me levantei e a entreguei para o professor,
este me olhou e disse: -Você esta entregando a prova em branco.Você vai automaticamente para a recuperação (segunda época) ao fazer, isso.Tem certeza de que não quer voltar a sua mesa e tentar fazer alguma coisa?

E eu respondi; - Professor, eu realmente não assimilei nada desta matéria, eu prefiro ir para a recuperação e ter a chance de entender.

A sala queria me matar! Eu seria a única aluna na recuperação, e com a prova toda alí!Ninguem me entendia, mas eu realmente não consegui enganar a mim mesma, para o
vestibular não ia ter cola, eu ia ter que aprender aquilo como depois?

Alguem da minha sala, emprestou a prova pronta, a cola, para alguém da sala visinha, as provas eram um pouco diferentes umas das outras, mas quase sempre traziam uma ou outra questão parecida.Essa pessoa da sala visinha namorava uma menina de uma terceira sala, para quem ela passou a cola com uma dedicatória assinada no rodapé.
No dia da prova, a menina nervosa deixou a folha cair ao chão e o professor apanhou.Bom, imaginem o tamanho da confusão...a prova era a do 2A, estava com uma aluna do 2C mas tinha uma assinatura de um aluno do 2B.O professor ficou furioso, o caso foi levado a diretoria e todos os alunos do 2A receberam uma suspensão e uma anotação no histórico escolar, já que ninguem quis entregar os culpados pelo roubo e pela feitura e xeroz das questões...ôpa, todos não.Eu não recebi a suspensão, nem a anotação no histórico.A prova foi aplicada novamente para todos do segundo ano e eu ganhei não só o direito de refazer a prova, como o respeito do professor, que passou a me dar mais atênção e eu assimilei bem a matéria para passar sem recuperação.

Não me entenda mal, eu não fui uma ótima estudante, eu não me sentava lá na frente e nem nunca fiz questão de tirar nota 10.Nunca fui puxa-saco de professor e naquele dia eu não colei porque eu estaria me enganando, não sou visionária e não tinha idéia de nada do que ia acontecer.A sala inteira colou, todos queriam que eu também colasse, se eu tivesse me deixado levar pela egrégora, eu também teria entrado pelo cano.O caso é que eu não concordava com muita coisa alí, e não andava muito com as pessoas que estudavam comigo, era praticante de uma arte marcial chamada Nei-Kung e escoteira.E provavelmente os princípios contidos nestas outras egrégoras a que eu participava falaram mais alto.

Ah sim, tudo isso é porque eu vim aqui para falarmos sobre egrégora.Você sabe o que é?


"Egrégora provém do grego egrégoroi e designa a força gerada pelo somatório de energias físicas, emocionais e mentais de duas ou mais pessoas, quando se reúnem com
qualquer finalidade. Todos os agrupamentos humanos possuem suas egrégoras características: todas as empresas, clubes, religiões, famílias, partidos, etc.
Egrégora é como um filho coletivo, produzido pela interação "genética" das diferentes pessoas envolvidas. Se não conhecermos o fenômeno, as egrégoras vão sendo criadas a esmo e os seus criadores tornam-se logo seus servos já que são induzidos a pensar e agir sempre na direção dos vetores que caracterizaram a criação dessas entidades gregárias. Serão tanto mais escravos quanto menos conscientes estiverem do processo. Se conhecermos sua existência e as leis naturais que as regem, tornamo-nos senhores dessas forças colossais.

Por axioma, um ser humano nunca vence a influência de uma egrégora caso se oponha frontalmente a ela. A razão é simples. Uma pessoa, por mais forte que seja, permanece uma só. A egrégora acumula a energia de várias, incluindo a dessa própria pessoa forte. Assim, quanto mais poderoso for o indivíduo, mais força estará emprestando à egrégora para que ela incorpore às dos demais e o domine.

A egrégora se realimenta das mesmas emoções que a criaram. Como ser vivo, não quer morrer e cobra o alimento aos seus genitores, induzindo-os a produzir, repetidamente, as mesmas emoções. Assim, a egrégora gerada por sentimentos de revolta e ódio, exige mais revolta e ódio. No caso dos partidos ou facções extremistas, por exemplo, são os intermináveis atentados. No das revoluções, freqüentemente, os primeiros líderes revolucionários a alcançar o poder passam de heróis a traidores. Terminam os seus dias exatamente como aqueles que acabaram de destronar (segundo Richelieu, ser ou não ser um traidor, é uma questão de datas).

Já a egrégora criada com intenções saudáveis, tende a induzir seus membros a continuar sendo saudáveis. A egrégora de felicidade, procura "obrigar" seus amos a
permanecer sendo felizes. Dessa forma, vale aqui a questão: quem domina a quem? Conhecendo as leis naturais, você canaliza forças tremendas, como o curso de um rio, e as utiliza em seu benefício.

A única maneira de vencer a influência da egrégora é não se opor frontalmente a ela. Para tanto é preciso ter Iniciação, estudo e conhecimento suficiente sobre o
fenômeno. Como sempre, as medidas preventivas são melhores do que as corretivas. Portanto, ao invés de querer mudar as características de uma determinada egrégora,
o melhor é só gerar ou associar-se a egrégoras positivas. Nesse caso, sua vida passaria a fluir como uma embarcação a favor da correnteza. Isso é fácil de se conseguir.
Se a egrégora é produzida por grupos de pessoas, basta você se aproximar e freqüentar as pessoas certas: gente feliz, descomplicada, saudável, de bom caráter, boa índole. Mas também com fibra, dinamismo e capacidade de realização; sem vícios nem mentiras, sem preguiça ou morbidez. O difícil é diagnosticar tais atributos antes de se relacionar com elas."

(Texto tirado do livro -Quando é Preciso Ser Forte. - DeRose)

Por isso, esta frase do "diga-me com quem andas que te direi quem és." Faz todo o sentido do mundo! =) (parte I)